sexta-feira, 21 de agosto de 2015

LIBERDADE



Por longas horas, por infinitas noites te esperei,
Todos os dias tenho te esperado.
Mas tu não vens, permaneces calada.
Sondei-te no espaço, por todo o firmamento
Tu eras surdo ou mudo, e eu nos dias não achava contentamento.
Sempre te procurei sempre te procuro.
Aonde estais?  Nas estrelas, no ar, no escuro?...

Passaram-se os anos
Meu cabelo embranqueceu.
Olhei, olho outros humanos:
Igual a mim, nenhum te conheceu.

*AlexMaciel

EVA



De Helena a beleza
De Pandora o encanto.
Nascestes cheia de pureza
Mãe do canto.

A primeira Mãe na terra
De ti viemos.
Os teus encantos tuas filhas herdam
E fazem com que choremos.

A tua beleza iluminou Adão
Deu-lhe sabor, amor à vida.
Contigo ele achou o coração
E chorou na partida.

Mas, te culpam injustamente:
Será um crime a curiosidade?
Será errado ser diferente?

Para o bem da humanidade
Os teus filhos a ti são iguais:
Eles comem a maçã e querem mais.

*AlexMaciel